Sem categoria

Como está o seu sono?

O processo do sono tenta ser explicado desde a antiga humanidade, mas até hoje existem mecanismos não esclarecidos. O que se sabe, é que é indispensável para sobrevivência de seres humanos. Nervosismo, dificuldades para dormir e insônia afetam aproximadamente um quinto da população, portanto,  o sono precisa ser motivo de atenção para que seja adequado e seja um fator de benefício à saúde.

As queixas de problemas no sono aumentam com a idade e as mulheres são mais afetadas que os homens. A insônia não tratada, ou tratada de modo inadequado está associada a um risco aumentado de distúrbios físicos e mentais, como por exemplo, a depressão. Com o aumento da idade, há redução de melatonina, hormônio que será mais discutido ao longo do texto.

Os distúrbios do sono precisam de tratamento, mas, devido aos efeitos colaterais dos medicamentos, medidas não farmacológicas devem ser utilizadas do tratamento clássico. A diminuição do sono causa alterações hormonais que podem permitir maior ingestão alimentar, e devido ao cansaço causado, diminuir a prática de atividade física.

Para que haja sono reparador, é necessário que a melatonina seja secretada adequadamente por uma glândula localizada no cérebro, em nosso corpo. Esse neuro-hormônio é responsável pelo controle do ritmo de harmonia entre o dia e a noite, a luz e o escuro e a regulação do sono. Ele é produzido a partir da serotonina, desde o momento em que os olhos são fechados. Se há presença de luz, então a mensagem é bloqueada, sendo sua produção então quase exclusivamente determinada por estruturas fotossensíveis principalmente a noite, sendo mais produzido entre as 02 e 04 horas da manhã, e assim produzindo o sono.

Existem fitoterápicos e substâncias que auxiliam no relaxamento, diminuem ansiedade e insônia, reduzem a atividade das células cerebrais e promovem relaxamento, aumentando a serotonina cerebral. Alguns desses recursos são citados a seguir (cada um tem uma via de ação): erva-cidreira, camomila, folhas de Maracujá, L-teanina e valeriana.

Micronutrientes, como vitaminas do Complexo B, estão relacionados com diversas reações importantes para o sono. A vitamina B12 contribui com a síntese de melatonina, e a B6 participa da síntese da serotonina. Os minerais Magnésio e Zinco favorecem a regulação do sono, aumentando também a secreção de melatonina. Além do mais, baixos níveis de vitamina D estão associados com quadros de insônia.

É preciso atentar também para as seguintes recomendações para se ter qualidade no sono: afastar equipamentos que forneçam luz;  o lugar de dormir deve ser preferencialmente  mais escuro; o consumo de café deve ser feito em horários longe do sono devido sua capacidade estimulante, principalmente em indivíduos que já possuem dificuldade para dormir; realizar estratégias de relaxamento mental antes do sono também auxilia no adormecer.

Para recomendações individualizadas, procure um nutricionista!

Este texto foi escrito por Caroline Lima, baseado em artigos científicos. Todo material utilizado pode ser disponibilizado quando requerido. Respeite nosso material intelectual. Sempre que usar nossos textos mencione o nome do autor e do site, por favor. Acompanhe-nos nas redes sociais e não perca nenhuma notícia e/ou promoção (busque por sncsalvador).

 

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.