Sem categoria

Microbiota intestinal e Doenças Cardiovasculares: O papel dos metabólitos da Colina.

A microbiota intestinal modula o sistema imunológico, inflamação local e sistêmica e até mesmo o metabolismo energético. Composições distintas de bactérias são encontradas em pessoas saudáveis quando comparadas a portadores de doenças cardiovasculares e renais, obesidade, esteatose hepática, etc. Grande parte do microbioma intestinal humano, cerca de 90%, é formado de bactérias dos filos firmicutes e bacteroidetes; indivíduos com excesso de peso possuem maior proporção de firmicutes em relação a bacteroidetes. Dessa forma, a composição bacteriana interfere no gasto energético e é modulada por vários fatores como os hábitos alimentares.
A colina desempenha inúmeros papeis orgânicos, dentre eles a composição de membranas celulares e o metabolismo lipídico. O fígado é o lócus primário do seu metabolismo, onde ocorre, por exemplo, a formação de moléculas de Very low density lipoprotein (VLDL), transportadores de gordura e colesterol para fora do fígado; deficiência na ingestão de colina pode promover dessa forma, Esteatose hepática (presença de gordura no fígado). No entanto, a colina pode ser transformada em metabólitos no intestino por ação bacteriana, comprometendo assim a sua biodisponibilidade e podendo acarretar em doenças cardiovasculares.
Mediante ação de bactérias encontradas em pessoas com desregulação da microbiota intestinal (disbiose) a Colina é transformada em Trimetilamina (TMA), a fosfatidilcolina e L-carnitina dietética também são substratos para a formação de TMA. Este composto é absorvido e posteriormente convertido em N-óxido de trimetilamina (TMAO) por monoxigenases no fígado. O TMAO é um composto orgânico com característica anfifílica e se liga a macromoléculas como a proteínas e enzimas, podendo alterar suas funções.
O TMAO tem elevado potencial aterogênico e está relacionado a doenças cardiovasculares, Diabetes Mellitus e doenças renais. Os mecanismos de ação do TMAO estabelecidos são a modificação do metabolismo hepático e o estímulo a NF-Kb. Ocorre a diminuição da expressão de enzimas envolvidas no transporte de colesterol e síntese de ácidos biliares e aumenta a expressão de citocinas inflamatórias e de moléculas de adesão, amplificando seu potencial aterogênico.
A modulação da microbiota intestinal é a chave para a prevenção e tratamento de doenças cardiovasculares. A administração de probióticos diminui a produção de TMA e, portanto de TMAO, além de modular o sistema imunológico, diminuir a inflamação sistêmica e melhorar e saúde intestinal. Além disso, hábitos alimentares saudáveis também melhoram estes parâmetros supracitados. Especificamente, o consumo de alimentos ricos em Resveratrol, um polifenol encontrado em uvas, diminui os níveis séricos de TMA e TMAO, pois demonstram efeito prebiótico, modulando a proporção de bactérias dos filos firmicutes e bacteroidetes. Outro componente relevante é o 3,3-dimetil-1-butanol (DMB), um análogo estrutural da colina e inibidor da formação de TMA nas bactérias e que também diminui a formação de células espumosas na aterosclerose. Esta substância pode ser encontrada em vinagre balsâmico, vinhos tintos, azeite de oliva e semente de uva.
Para prevenção ou tratamento de Doenças cardiovasculares a prática regular e orientada de exercícios físicos somada a escolhas alimentares adequadas saudáveis são primordiais. Procure profissionais habilitados para o alcance dos seus resultados!

 

Este texto foi escrito por Ismael Oliveira, baseado em artigos científicos. Todo material utilizado pode ser disponibilizado quando requerido. Respeite nosso material intelectual. Sempre que usar nossos textos mencione o nome do autor e do site, por favor. Acompanhe-nos nas redes sociais e não perca nenhuma notícia e/ou promoção (busque por sncsalvador).

2 comentário

Gledis Mara Monteiro Carvalho de Oliveira 11 de novembro de 2017 at 11:04

Muito bom esse artigo. Completo sem ser extenso. Parabéns!!

Responder
Ismael 4 de dezembro de 2017 at 22:58

Oi Gledis, muito obrigado!
Estamos a disposição!

att,
Ismael Oliveira

Responder

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.