Sem categoria

Aumente seu desempenho esportivo!

Aumentar a carga nos exercícios, executar mais repetições e realizar uma prova com um menor tempo são exemplos de objetivos de atletas e desportistas. Para tanto, faz-se necessário um aumento no desempenho, causado por uma série de estímulos adaptativos em um ambiente adequado, deixando para trás os velhos limites e alcançando ou superando metas. Os recursos ergogênicos são constantemente procurados. Tais recursos tem por finalidade melhorar a capacidade de trabalho, resultando em um melhor desempenho.

O suplemento alimentar ergogênico mais estudado e de eficácia comprovada é a Creatina. Quando a Creatina é suplementada, seus estoques intramusculares na forma de Fosfocreatina são aumentados, assim, a ressíntese de ATP (a moeda energética) é acelerada, principalmente após exercícios de alta intensidade e curta duração, como sprints e levantamento de peso. Tal fenômeno atrasa a fadiga e aumenta a disponibilidade de energia. Além disso, por aumentar a captação de cálcio pelo retículo sarcoplasmático, melhora a eficiência durante as contrações musculares, poupa glicogênio, acelera a adaptação ao exercício, aumenta a força e estimula a hipertrofia muscular.

O protocolo de suplementação da Creatina consiste em 20g/dia (ou o,3g/kg de peso/dia), de maneira fracionada (4 doses de 5g), por 5-7 dias, seguidos pela redução da dose, ofertando 3-5g dia, a depender do objetivo. A fase inicial objetiva saturar os estoques de PCr intramuscular, e as doses menores tem a finalidade de manter uma concentração adequada no músculo, uma vez que já estão saturadas, sendo 3g/dia para finalidades de saúde/terapêutica e 5g/dia com finalidade ergogênica. Indivíduos maiores podem ter necessidades proporcionais, requisitando de 5-10g/dia durante a fase de manutenção.

Outra alternativa para aumentar o desempenho é através de suplementos termogênicos. Sua principal característica é aumentar o gasto energético e favorecer a queima de gordura, contudo, devido aos seus ingredientes estimulantes e melhoradores de foco, trazem resultados como menor percepção do esforço, redução da percepção de fadiga e economia de glicogênio (por favorecer o uso de energia através da gordura disponibilizada). Isso acontece devido ao mecanismo de ação da cafeína, que aumenta o estado de alerta e “engana” os mecanismos de cansaço. Assim, a cafeína combinada com ingredientes como chá verde, sinefrina, café verde, guaraná, tirosina, entre outros compostos, além de favorecer uma melhor composição corporal, permite realizar um maior número de repetições ou levar um tempo maior para chegar até a falha muscular e a fadiga.

Para finalidades de desempenho, as doses recomendadas de cafeína devem estar entre 3-6mg/kg de peso do indivíduo. A presença da sinefrina é interessante, pois apesar de sua estrutura química ser semelhante à efedrina, ela não traz os mesmos efeitos colaterais. As catequinas do chá verde melhoram a função mitocondrial, portanto, é uma ótima estratégia para manter uma boa disponibilidade de energia. A presença da tirosina pode, através de efeitos clínicos, melhorar o foco durante a atividade, bem como outros compostos que são adicionados com a mesma finalidade. O objetivo é que a sinergia entre os ingredientes aumente e prolongue o efeito de estímulo, que acarretará em melhor desempenho.

Para que você possa escolher a estratégia mais adequada para seu contexto, busque um auxílio de um nutricionista.

Este texto foi escrito por Bárbara Alves, baseado em artigos científicos. Todo material utilizado pode ser disponibilizado quando requerido. Se você ficou com alguma dúvida entre em contato conosco pelo e-mail nutricao@sncsalvador.com.br

Respeite nosso material intelectual. Sempre que usar nossos textos mencione o nome do autor e do site, por favor. Acompanhe-nos nas redes sociais e não perca nenhuma notícia e/ou promoção (busque por sncsalvador).

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.