Sem categoria

As vantagens da Cúrcuma para a saúde

  As especiarias são extremamente comuns na culinária brasileira, além de aprimorarem o sabor das preparações também apresentam diversas propriedades interessantes. Uma dessas especiarias é a Cúrcuma, originária da Ásia, pode ser conhecida por outros nomes, como: açafroeira, açafrão-da-terra, açafrão-da Índia, batatinha amarela, gengibre dourada e mangarataia.

  Normalmente utiliza-se a parte do rizoma que tem um cheiro forte agradável e sabor marcante. Apresenta uma cor vermelha alaranjada, devido aos pigmentos curcuminóides. Dentre as propriedades, destacam-se os efeitos analgésicos, antiespasmódicos,  antiparasitária, anti-inflamatória e antioxidante.

  No trato gastrointestinal atua na melhora da indigestão, flatulências, infecções, mau hálito, funcionamento estomacal e anti-helmíntico. É utilizada como recurso digestivo e auxilia o fígado na ação hepatoprotetora, pois inibe a ativação de compostos tóxicos. Enquanto que no cérebro contribui na disponibilidade dos neurotransmissores serotonina e a dopamina, assim auxilia no efeito antidepressivo, na qualidade do sono e do humor.

 As características anti-inflamatórias conferidas à cúrcuma são em razão da maior eficiência no controle da atividade do cortisol (hormônio relacionado à alergia e inflamação);  inibe a ativação de fatores de transcrição relacionados ao processo inflamatório (NF-κB e o AP-1), impede a cascata do ácido araquidônico, com o bloqueio das enzimas cicloxigenase (COX-2) e lipoxigenase (LOX-5), assim interrompe a produção dos leucotrienos, prostaglandinas e tromboxanos. Dessa forma, quando diminui a resposta inflamatória exacerbada o organismo pode  se beneficiar no tratamento das doenças cardiovasculares, através dos efeitos sobre o revestimento dos vasos, normalizar a pressão e a coagulação do sangue. Além de contribuir na terapêutica das doenças neurodegenerativas (Alzheimer), auto-imunes, com inflamação crônica (artrite reumatoide), câncer e modulação da inflamação no tecido adiposo.

  A atividade antioxidante da cúrcuma é devido a proteção das células dos efeitos oxidativos lesivos e combate os radicais livres (RL). Ela é capaz de capturar os RL,  inibir a peroxidação lipídica e quelar metais como o ferro, cobre e zinco, causadores de RL quando em excesso. Essas atividades são benéficas na intervenção das doenças de Alzheimer e Parkinson.  

  A cúrcuma apresenta efeitos promissores no tratamento de algumas doenças e na qualidade de vida. Contudo, para melhor aproveitar essa especiaria, busque sempre um Nutricionista, ele individualiza a dose em cada situação específica, impede os efeitos colaterais, aumenta a absorção e biodisponibilidade.   

Este texto foi escrito por Ingrid Santana, integrante da equipe de nutrição da SNC-Salvador, baseado em artigos científicos.

Todo material utilizado pode ser disponibilizado quando requerido. Se você ficou com alguma dúvida entre em contato conosco pelo e-mailnutricao@sncsalvador.com.br.

Sempre que usar nossos textos mencione o nome do autor e do site, por favor.

Acompanhe-nos nas redes sociais e não perca nenhuma notícia e/ou promoção (busque por sncsalvador).

Posts relacionados

Chá verde: Aplicabilidades

Ismael

Estresse Nitrosativo em Atletas

Nicolas

VITAMINA D: POR QUE SUPLEMENTAR?

Felipe Araújo

Deixe um comentário