Sem categoria

Benefício dos probióticos para mulheres

Mulheres são mais acometidas por obstipação intestinal devido a aspectos socioculturais e biológicos, sendo ainda mais frequente em gestantes, mulheres com sobrepeso/obesidade e idosas. A suplementação de probióticos traz benefícios surpreendentes para melhoria do trânsito intestinal e ainda para melhora da composição corporal e do comportamento psicossocial.
Probióticos são microorganismos vivos, administrados em quantidades adequadas, que conferem efeito benéfico à saúde do hospedeiro através da melhora da microbiota intestinal. Utilizam-se comumente os gêneros Bifidobacterium e Lactobacillus em suplementos alimentares. A composição da microbiota intestinal é influenciada pelo genótipo, uso de antibióticos, fisiologia do hospedeiro e uma série de fatores ambientais, como a alimentação. Os probióticos modulam o sistema nervoso central em um eixo cérebro-intestino, que gera sinais de controle de motilidade, sensações de apetite, secreções e permeabilidade do intestino, influenciando ainda na regulação do estresse, depressão e ansiedade. Algumas cepas de Lactobacillus produzem ácido gamma-aminobutírico (GABA) e aumentam a atividade de enzimas envolvidas no metabolismo do triptofano, um precursor da serotonina, estes compostos trazem benefícios à melhora do comportamento.
Muitas mulheres cursam com obstipação, um subtipo da síndrome do intestino irritável, sendo um dos sintomas mais característicos da disbiose intestinal, o desequilíbrio da microbiota intestinal. A obstipação, popularmente conhecida como prisão de ventre, é uma alteração do trânsito intestinal que ocasiona retenção das fezes e/ou dificuldade na evacuação. Sua etiologia é multifatorial e pode ocorrer quando o cólon absorve muita água ou quando os movimentos dos músculos intestinais são abrandados, levando ao endurecimento e ressecamento das fezes, sendo que em mulheres essa condição ocorre com maior frequência devido a fatores adicionais decorrente das alterações hormonais que influenciam na motilidade do trato gastrointestinal. Consequentemente, há consequências como dores no corpo, depressão e ansiedade. A terapêutica engloba a ingestão adequada de fibras e melhora da ingestão hídrica. Contudo, a ingestão de probióticos é uma estratégia muito relevante para esta condição.
Alguns estudos evidenciam diminuição dos sintomas de obstipação em mulheres, como melhora da frequência de evacuações, cor e consistência das fezes utilizando probióticos como Lactobacillus acidophilus e Bifidobacterium lactis. Ademais, os probióticos também podem ser alocados em estratégias de emagrecimento, visto que em situações de disbiose intestinal ocorre maior deposição de gordura corporal através da inibição do fator de tecido adiposo induzido pelo jejum, diminuição da proteína quinase ativada por AMP (AMPK), secreção de algumas incretinas intestinais e do butirato. O butirato é um ácido graxo de cadeia curta produzido a partir de carboidratos complexos através de fermentação bacteriana, serve como fonte de energia para os colonócitos e possui propriedades anti-inflamatórias, melhora a sensibilidade à insulina e aumenta o gasto energético.
Um estudo interessante observou diminuição do peso corporal, maior saciedade e melhora do comportamento psicossocial em pessoas obesas envolvidas em uma estratégia de redução de peso com suplementação de Lactobacillus rhamnosus. Contudo, a perda de peso corporal foi significativa apenas em mulheres quando comparado aos homens, e ainda ocorreu melhora do humor nas mulheres.
Está claro que os probióticos agem na melhora do trânsito intestinal e no eixo do intestino-cérebro, influenciam no comportamento alimentar, humor e composição corporal, sendo relevante para cuidar da saúde intestinal em qualquer estratégia nutricional, especialmente em mulheres. Para a adoção desta e de outras estratégias nutricionais busque um (a) Nutricionista.

Este texto foi escrito por Ismael Oliveira, integrante da equipe de nutrição da SNC-Salvador, baseado em artigos científicos. Todo material utilizado pode ser disponibilizado quando requerido. Se você ficou com alguma dúvida entre em contato conosco pelo e-mail: nutricao@sncsalvador.com.br. Respeite nosso material intelectual. Sempre que usar nossos textos mencione o nome do autor e do site, por favor. Acompanhe-nos nas redes sociais e não perca nenhuma notícia e/ou promoção (busque por sncsalvador).

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.