Sem categoria

Alimentação antes do treino

Ao iniciar uma atividade física programada o organismo passa por um processo de adaptação. Durante o exercício físico intenso, por exemplo, o fluxo sanguíneo modifica e somente 3 a 5% do sangue circulante está concentrado no trato gastrointestinal, enquanto 80 a 85% é mobilizado para o sistema muscular esquelético. Mas onde eu quero chegar com isso? Se não respeitarmos o tempo de digestão e absorção dos nutrientes, é bem provável que durante o exercício haja desconfortos gástricos, gerando redução na eficácia da digestão e queda no desempenho.

 

Independente da modalidade esportiva, seja a prática de musculação, ciclismo, natação ou corrida, para todo e qualquer exercício físico o nosso organismo precisa de um aporte energético para manter os níveis adequados de glicogênio durante o exercício e, com isso, manter o bom desempenho. Desse modo, o responsável pela manutenção dos níveis energéticos é o carboidrato, nutriente que é a nossa principal fonte de energia, quando precisamos de algo rápido e de alta eficiência.

 

De acordo com a refeição, é recomendado que haja um intervalo de tempo entre 1 hora e meia a 2 horas. Desta forma, respeitando o tempo indicado de digestão, recomenda-se o consumo de carboidratos complexos (algumas raízes, por exemplo), proteínas de fácil digestibilidade, sendo elas cruciais para reduzir o catabolismo proteico e, em menores proporções,  lipídeos selecionados, pois a gordura irá interferir no processo digestivo. Porém, nem todo mundo tem a mesma disponibilidade, se não houver tempo suficiente para completar a digestão é conveniente utilizar suplementos alimentares que irão suprir as demandas energéticas durante o treinamento. Assim, é aconselhável a utilização de, por exemplo, Waxy Maize ou Palatinose, pois atuam no corpo fornecendo energia gradativamente, e possuem menor tempo de digestão comparado às raízes. O ideal também, seria  associar a proteínas de rápida digestão e absorção (Whey Protein, por exemplo). Vale salientar que o equilíbrio entre sono, alimentação e treinamento é essencial para auxiliar não somente no desempenho durante o treino, mas também nos resultados desejados.

 

É importante lembrar que para o momento que antecede o treino, não existe uma alimentação específica ideal, tudo vai depender de variáveis, tais como: objetivo e tipo do treinamento, rotina, esvaziamento gástrico, individualidade bioquímica, entre outros fatores. Assim, fica evidente que não se deve seguir padrões, visto que o útil para uma pessoa pode ser muito prejudicial para outra, mesmo com objetivos similares.

 

Portanto, há inúmeros fatores que interferem na performance, sendo assim, procure um Nutricionista, pois é o profissional ideal para uma melhor orientação em relação à alimentação adequada prévia ao exercício. Além disso, a alimentação é uma questão muito individual, cabe ao profissional responsável adequar de acordo com as necessidades de cada indivíduo.

 

Este texto foi escrito por Luiz Alberto Sena, baseado em artigos científicos.

Todo o material utilizado pode ser disponibilizado quando requerido. Se você ficou com alguma dúvida entre em contato conosco pelo e-mail nutricao@sncsalvador.com.br. Respeite nosso material intelectual. Sempre que usar nossos textos, mencione o nome do autor e do site, por favor. Acompanhe-nos nas redes sociais e não perca nenhuma notícia e/ou promoção (busque por sncsalvador).

 

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.