#maislife Health Nutritions Suplementos

GLA: O QUERIDINHO DAS MULHERES E ALIADO DOS CÔNJUGES

A síndrome pré-menstrual (TPM) é um problema comum entre as mulheres. É caracterizada por um espectro de sintomas somáticos, emocionais e comportamentais, tipicamente resolvida dentro de dois dias do início da menstruação. Foi calculado que mulheres afetadas experimentam quase 3000 dias de sintomas graves durante os anos reprodutivos. Os sintomas podem ser sintomas psicológicos, sintomas cognitivos e sintomas físicos.

Existem cinco tipos de TPM e os sintomas estão fortemente relacionados a cada tipo. O tipo A está mais relacionado a sintomas de ansiedade e/ou estresse (ansiedade, tensão, distúrbios do sono, irritabilidade, alteração de humor, desatenção); O tipo C está mais relacionado a sintomas de compulsão alimentar (desejo de comer alimentos doces e muito calóricos, desejo de comer comidas diferentes); No tipo D destacam-se sintomas relacionados à depressão (raiva sem motivo, lapsos de memória, baixa concentração, alteração na autoestima); No tipo H, os sintomas estão fortemente relacionados com a hidratação (Ganho de peso causado pela retenção de líquidos, inchaço na região abdominal, aumento da sensibilidade mamária, inchaço nas mãos e pés); O tipo O reúne sintomas que os motivos não são explicados nos estudos, mas normalmente costumam vir em conjunto (alteração nos hábitos intestinais, aumento da frequência de urinar, calores repentinos ou sudorese fria, dores generalizadas, cólicas, náuseas, acne, pele oleosa).

A gravidade dos sintomas varia, cerca de 80% das mulheres relatam sintomas leves; 20% a 50% reportam sintomas moderados e cerca de 5% relatam sintomas graves para vários dias com comprometimento de atividades diárias.

A TPM é prevalente em mulheres de todas as idades, causando morbidade com prejuízo óbvio para as relações interpessoais (briga com a família, briga com o namorado (a), briga com os amigos, briga com todo mundo), interações sociais, estilo de vida, desempenho no trabalho, bem-estar emocional e qualidade de vida global relacionada à saúde.

O ácido gama-linolênico (GLA) é produzido no corpo pela conversão de ácido linoleico (Ômega 6) e alguns autores acreditam que a incapacidade de converter ácidos graxos essenciais ômega-6 em ácido g-linolênico (GLA) é a principal causa da TPM. Alguns fatores como: Consumo de álcool excessivo, o hábito de fumar e o alto consumo de alimentos fontes de gorduras trans podem diminuir essa conversão, piorando os sintomas da TPM.

Uma estratégia para diminuição dos sintomas da TPM é a utilização do GLA de maneira isolada (sem necessidade de sofrer o processo de conversão). O GLA pode ser encontrado nos óleos de Borragem, Prímula e  Groselha negra, podendo ser adquiridos em lojas de suplementação e de produtos naturais. Alguns estudos mostraram que a utilização de 200 mg de GLA diários diminuiu a duração dos sintomas da TPM e da severidade da irritabilidade, mostrando-se benéfico para a saúde da mulher.

Se você é mulher e sofre com os sintomas da TPM, ou, se você é homem e quer cuidar da mulher que você ama, GLA mostra-se uma estratégia interessante para melhora dos sintomas e melhora da qualidade de vida em geral. Para melhores resultados busque um acompanhamento nutricional.

Este texto foi escrito por Felipe Araújo, integrante da equipe de nutrição da SNC-Salvador, baseado em artigos científicos. Todo material utilizado pode ser disponibilizado quando requerido. Se você ficou com alguma dúvida entre em contato conosco pelo e-mail: nutricao@sncsalvador.com.br. Respeite nosso material intelectual. Sempre que usar nossos textos mencione o nome do autor e do site, por favor. Acompanhe-nos nas redes sociais e não perca nenhuma notícia e/ou promoção (busque por sncsalvador).

Posts relacionados

Treino HIIT e estratégias nutricionais

Gabriel Medrado

Polifenóis e Alzheimer

Júlia Canto

EFAs

Nicolas

Deixe um comentário