#maislife Fitness Health Microbiota Nutrition Suplementos

Fibras e Prebióticos – Alicerces da Saúde

Atualmente as pessoas estão cada vez mais conscientes da relação entre alimentação e saúde, fato que tem impulsionado o desenvolvimento e a comercialização de produtos e alimentos funcionais. O estilo de vida da atualidade eliminou certos hábitos saudáveis que por anos foram parte da história e tradição do homem, dentre eles, o consumo regular de fibras e prebióticos, o que contribuiu para o desenvolvimento da obesidade e doenças crônicas como o diabetes.

Definição

Prebióticos são carboidratos resistentes à digestão por enzimas humanas, à acidez estomacal e à absorção intestinal, fermentáveis seletivamente pelas bactérias benéficas do organismo, aumentando assim a quantidade e/ou atividade destes micro-organismos, proporcionando benefícios ao hospedeiro.

Importante desde o início da vida

Os prebióticos fazem parte da vida desde o primeiro contato com o alimento fora do útero, visto que o leite materno é rico em oligossacarídeos específicos, responsáveis por estimular o crescimento da microbiota do recém nascido e proteger o trato digestório da ação de micro-organismos invasores.

Fácil de encontrar

Dentre as principais fibras dietéticas, destacam-se a inulina e frutoligossacarídeos, disponíveis sob a forma de suplementos alimentares e presentes também em diversos vegetais como alho, cebola, alcachofra, chicória, centeio, tomate, banana, dentre outros. Outra fibra bem conhecida pelos seus potentes efeitos na saúde é a beta-glucana, presente na aveia e cevada.

O consumo regular de prebióticos traz inúmeros benefícios, dentre eles:

a) Diminuição do risco para doenças cardiovasculares
b) Melhora do perfil glicêmico e controle do diabetes
c) Emagrecimento e controle do peso corporal
d) Controle da inflamação e melhora do ritmo intestinal

Alguns fatos sobre fibras e prebióticos:

1) Fibras como a beta-glucana e psyllium reduzem ativamente os níveis de colesterol.

2) O consumo de alimentos conjuntamente com uma boa ingestão de fibras reduz a taxa de absorção da glicose, minimizando o impacto da refeição sobre a glicemia, além de aumentar a carga de antioxidantes da refeição, visto que uma dieta rica em fibras é também uma dieta rica em frutas e vegetais.

3) As fibras retardam o esvaziamento gástrico, ajudam na formação do bolo fecal (melhorando a frequência de evacuações) e estimulam a produção de hormônios da saciedade.

4) A fermentação das fibras além de melhorar a composição de bactérias do intestino, favorecendo o crescimento das benéficas, produz também substâncias muito positivas para a saúde humana, como os ácidos graxos de cadeia curta – uma classe de substratos que favorece a saúde do cólon, servindo como fonte de energia, controlando o pH intestinal, estimulando o sistema imunológico, diminuindo produção de compostos inflamatórios e prevenindo até mesmo o câncer colorretal.

Esteja atento

O consumo adequado de fibras é um dos pilares para uma boa qualidade alimentar, contudo deve-se ter alguns cuidados, pois a inadequação na quantidade ou tipo de fibras pode não trazer o benefício esperado ou gerar complicações como desconfortos gástricos. Antes de realizar qualquer intervenção no hábito alimentar, consulte sempre um nutricionista da sua confiança.

Este texto foi escrito por
Gabriel GDOCbaseado em artigos científicos.
Todo o material utilizado pode ser disponibilizado quando requerido.

 

Se você ficou com alguma dúvida entre em contato conosco pelo e-mail nutricao@sncsalvador.com.br.

Respeite nosso material intelectual. Sempre que usar nossos textos, mencione o nome do autor e do site, por favor.

Acompanhe-nos nas redes sociais e não perca nenhuma notícia e/ou promoção (busque por sncsalvador).

Posts relacionados

Cirurgia Bariátrica e Impactos Nutricionais

Gabriel GDOC

Whey Protein e envelhecimento: um poderoso aliado

Gabriel GDOC

Quanto mais antioxidantes, melhor?

Gabriel GDOC

4 comentário

Daniel Machado 19 de outubro de 2018 at 11:38

Olá !

Bom dia, teria como me disponibilizar o artigos?

Responder
Gabriel GDOC 19 de outubro de 2018 at 19:34

Olá, Daniel! Artigos enviados, como solicitado! Espero que seja útil! Obrigado pelo contato.

Responder
Daniel Machado 19 de outubro de 2018 at 11:40

Olá !

Bom dia, teria como me disponibilizar os artigos usados na criação deste texto?

Responder
Gabriel GDOC 19 de outubro de 2018 at 19:36

Olá, Daniel! Artigos enviados, como solicitado! Espero que seja útil! Obrigado pelo contato.

Responder

Deixe um comentário