Sem categoria

Coenzima Q10 x Estatinas: Entenda essa relação.

Medicamentos para o controle do colesterol.

As estatinas são medicamentos comumente receitados por médicos. Esse fármaco age diretamente na via de produção do colesterol no corpo humano, impedindo que a enzima HMG-CoA redutase realize sua função, desta forma, o chamado ciclo do mevalonato é inibido, consequentemente não ocorre a formação de colesterol pelo próprio organismo.

E qual é o problema?

Muitas pessoas que fazem o uso desse remédio se queixam de dores musculares associado à uma fadiga constante na musculatura. É um colateral clássico, e isso é conhecido como miopatia relacionado ao uso de estatinas, ou seja, são problemas que afetam o músculo esquelético por conta desse medicamento.

Onde entra a Coenzima Q10?

Em nosso organismo possuímos esse composto, chamado Coenzima Q10 (CoQ10), onde sua principal função é ajudar na produção de energia celular. Podemos conseguir através da alimentação fazer sua ingestão diariamente, porém, é por meio da produção endógena que conseguimos maiores quantidades. E só é possível produzir CoQ10 quando produzimos colesterol, pois, é a mesma via para se obter ambos. Agora fica mais claro a relação entre as coisas. As estatinas acabam não só evitando a síntese de colesterol, mas também reduzem os níveis de CoQ10.

Menos energia para o músculo!

Não é por acaso que as pessoas que usam estatina sofrem com esse típico colateral. O músculo esquelético é um tecido que precisa de muita energia, e por isso possui bastante CoQ10 para desempenhar suas funções. Quando existe uma redução significativa desses níveis, torna-se deficiente a produção de energia nesse local. A partir disso, o resultado final são essas manifestações de dor, cansaço e fadiga.

Suplementação é uma opção!

Estudos recentes já trazem resultados positivos para a redução dessas dores associados ao uso de estatinas com a suplementação de CoQ10. É uma alternativa para permitir ao indivíduo maior qualidade de vida durante o tratamento com tal medicamento. Para isso, é importante consultar um nutricionista e ser melhor orientado quanto ao uso do suplemento.

“Este texto foi escrito por Bryan Stolze, integrante da equipe de nutrição da SNC-Salvador, baseado em artigos científicos. Todo material utilizado pode ser disponibilizado quando requerido. Se você ficou com alguma dúvida entre em contato conosco pelo e-mail: nutricao@sncsalvador.com.br. Respeite nosso material intelectual. Sempre que usar nossos textos mencione o nome do autor e do site, por favor. Acompanhe-nos nas redes sociais e não perca nenhuma notícia e/ou promoção (busque por sncsalvador).”

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.