Sem categoria

Ingestão de Triglicerídeos de Cadeia Média e Distúrbios Neurológicos

Os Triglicerídeos de Cadeia Média (TCM) são moléculas apolares formadas por ácidos graxos saturados, contendo seis a doze átomos de carbono que estão esterificados ao glicerol.


Uma das propriedades mais importantes dos TCM é seu caráter cetogênico, uma vez que uma parte significativa do acetil-coa produzido abundantemente durante a oxidação dos Ácidos Graxos de Cadeia Média (AGCM) é direcionada para a produção de corpos cetônicos. Por este motivo, uma única dose oral de 45 a 100 gramas de TCM, fornecida a indivíduos saudáveis, eleva as concentrações plasmáticas de corpos cetônicos a 7.000umol/L no intervalo de uma a duas horas.


A base para sucesso para essa estrategia que visa o aumento da ingestão de TCM para a neuroproteção, é justamente a elevação da geração de cetonas, as quais fornecem energia de maneira mais eficiente às células cerebrais (neurônios e astrócitos) quando comparado a glicose, resultando assim em alterações metabólicas benéficas a jusante, como aumento dos níveis de adenosina , que podem ter efeitos no controle das crises epilépticas e convulsivas, distúrbios cerebrais e prevenção da  neurodegeneração  na doença de Alzheimer.

Este texto foi escrito por Rafaela Rodeiro, baseado em artigos científicos. Todo material utilizado pode ser disponibilizado quando requerido. Se você ficou com alguma dúvida entre em contato conosco pelo e-mail nutrição@sncsalvador.com.br
Respeite nosso material intelectual. Sempre que usar nossos textos mencione o nome do autor e do site, por favor.
Acompanhe-nos nas redes sociais e não perca nenhuma notícia e/ou promoção (@sncsalvador / @rafaelarodeiro).

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0